A arte imita a vida ou a vida imita a arte?

Boa tarde pessoas!

Já falei alguma coisa sobre como sobreviver com fotografia artística. Vivemos num mundo sob a pressão capitalista de ter que ganhar, ter que vender, ter que sobreviver, ter que disputar espaço com concorrentes, etc, etc… Nos negócios, no comércio, nos serviços. Já falei alguma coisa (não me lembro se aqui ou em outro sítio…) também sobre não se contaminar com o capitalismo.

Ôpa, pera aí!! Isso não é um discurso comunista ou socialista. Pelo amor de Zeus!! Tenho que admitir que o capitalismo, até certo ponto, ajuda a nos desenvolver profissionalmente, dá um pouco de ambição, aquela ambição que não passa por sobre os outros como um rolo compressor…

Aí chega o ponto onde se separa a fotografia como arte e a fotografia como um produto vendável, de pronta entrega, em lindas embalagens numa prateleira. Nas minhas pesquisas constantes, em busca do conhecimento, do aprimoramento, me deparei com um anúncio de um estúdio fotográfico em que se alardava o fato de fazerem de tudo um pouco. Newborn (recém-nascidos), Infantis, Wedding (casamentos), Boudoir (fotos sensuais, não pornográficas), Gestantes, xerox, 3X4 e por aí vai. Tinha até um slogan muito bem adaptado ao estilo: “Fotos em Geral”.

Eu não tenho absolutamente nada contra a comercialização das imagens sob encomenda. Nada. Acho que cada profissional ganha a vida como quer ou como pode. Alguns começam a fotografar, pegam gosto, cobram baratinho um aniversário do primo, um casamento da colega e, com a prática, já pensam em cobrar um valor maior, montar um estúdio, divulgar, etc. Bom isso? Bom, ele optou por tirar seu sustento única e exclusivamente da produção de imagens.

Eu optei por fazer um trabalho autoral. Ideias surgem e eu as ponho em prática. Atento ao que acontece a minha volta, sempre observo tudo, olhares, gestos, construções, automóveis, segundo meu olhar, e os capturo com o que estiver disponível no momento. Com câmera ou celular. Não importa. E vou montando meu acervo, divulgando, participando de concursos, congressos, e me sustentando com alguma outra atividade que possa me render o mínimo necessário para a manutenção da vida e de meu equipamento. E mantendo o foco na minha arte, na minha forma de ver a vida, na minha maneira de ver o mundo. E me sinto feliz assim. Se um dia puder ser reconhecido pela minha forma de ver as coisas, será então o objetivo alcançado. E se for remunerado por isso então, será melhor ainda.

Comigo aconteceu uma inversão de valores. Por décadas achei que fotografia era um hobby bonitinho. E fui tocando o barco com atividades técnicas que me sustentaram até hoje. E ficava às vezes por horas observando o funcionamento da câmera. O obturador, o diafragma, o conjunto de lentes deslizando por um tubo para realizar a focalização e o efeito zoom. Hoje ainda amo essa mecânica mas, penso mais no que ela pode me ajudar na captura das minhas imagens do que nela própria. Desde os sete anos que gosto de fotografia mas só há um ano ou pouco mais é que pude perceber um estilo nascendo. É emocionante quando você percebe que pode fazer coisas legais, que pode se aperfeiçoar, que pode focalizar suas energias para a realização de um sonho, de um ideal. Aí cria-se condições para o crescimento. Pude entender então minha total insatisfação com todos os lugares que trabalhei até hoje. Não tinha foco (desculpe o trocadilho…). Posso agora fazer qualquer coisa que me sustente, qualquer uma, que não vou mais ligar pois meu foco é na arte fotográfica. Na arte de capturar momentos únicos. Essa foi a grande sacada, a grande descoberta que tive na minha vida e que quis compartilhar com vocês!

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s