Um tipo de fotografia muito antiga, usada nos primórdios das experiências com registro de imagens. No século 19, mais precisamente em 1851, um inglês chamado Frederick Scott Archer, inventou um processo em que se usava uma placa de vidro ou metal, coberta com um líquido (nome técnico: emulsão) composto de piroxilina (um tipo de verniz derivado da celulose), álcool e éter. Essa emulsão recebeu o nome de colódio. Aplica-se o colódio sobre a placa e depois banha-se com nitrato de prata. É a prata que, por ser sensível à luz, vai escurecer em determinadas áreas e essas nuances de claros e escuros é que vão compor a imagem.

O mais estressante nesse processo é que (mais…)